Nas Bancas

Bobby Robson: Toda a vida fui um lutador e serei assim até ao fim"

O ex-técnico não se deixa vencer pelas diversas doenças de que tem vindo a sofrer

Redacção Caras
17 de julho de 2008, 00:00

Assim que o antigo treinador do Sporting e do FC Porto chegou ao evento foi perceptível a debilidade da sua condição física, consequência dos vários cancros que já enfrentou e que o tentam derrotar há mais de quinze anos. Apesar de tudo, Sir Bobby Robson continua a enfrentar a doença com o mesmo empenho com que liderava as suas equipas e lutava contra os seus adversários, conforme explicou no jantar de angariação de fundos para o Refúgio Aboim Ascensão, que teve lugar no Vila Sol SPA & Golf Resort, em Vilamoura. "Por agora estou bem, com alguns problemas na cabeça, mas continuo a lutar. Toda a vida fui um lutador e serei assim até ao fim, sem jamais desistir", explicou, com a firmeza que lhe é característica.Cada vez mais atento a causas de cariz social, o ex-técnico juntou alguns amigos no Algarve para um torneio de golfe, intitulado The Mackenzie Sir Bobby Robson Golf Classic 2008, que terminou com um jantar e um leilão de várias peças, entre as quais camisolas de jogadores de futebol, como as de Cristiano Ronaldo e Eusébio.A sua ligação a Portugal já é antiga e, por isso, sempre que volta Bobby Robson sente-se como se estivesse em casa. Desta vez, foi na companhia da mulher Elsie, mas também do filho, Paul, e da namorada deste, Linn Staímis, que o antigo treinador passou alguns dias entre nós e reviu alguns dos amigos que cá deixou. "O Algarve é muito bonito, gosto muito de Portugal. As pessoas que aqui estão esta noite são, na maioria, inglesas e têm todas a mesma opinião que eu. Por isso, voltam sempre."Retirado do futebol e cada vez mais próximo da família, Bobby Robson aproveita todos os momentos para se dedicar a uma luta que trava há vários anos. Assim, criou um centro de investigação contra o cancro e a fundação com o seu nome, que tem como finalidade angariar fundos para a instalação de um laboratório topo de gama na cidade de Newcastle, no Nordeste de Inglaterra. "Em apenas oito semanas consegui angariar 880 mil euros, uma soma colossal de dinheiro, e que me deixa muito feliz pela generosidade das pessoas de Newcastle, onde moro. Naturalmente, preocupo-me com os outros e é bom ver que as pessoas se unem em torno das boas causas, como aconteceu hoje", explicou, antes do jantar.No final do evento, o Refúgio Aboim Ascensão, representado pelo seu fundador, Luís Villa-Boas, recebeu o resultado da generosidade das centenas de convidados: cerca de 72 mil euros.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras