Nas Bancas

Ana Rocha e Miguel Borges assumem relação durante viagem a Marrocos

Ana Rocha e Miguel Borges assumem relação durante viagem a Marrocos

Ana Rocha e Miguel Borges assumem relação durante viagem a Marrocos

Aactriz e o empresário namoram há três meses

Redacção Caras
9 de julho de 2008, 00:00

A viagem esteve para ser cancelada à última hora porque Miguel Borges tinha sido atropelado dias antes. Foi-lhe diagnosticada uma ruptura de ligamentos no tornozelo, lesão que o obrigaria a usar muletas durante uma semana, o que, convenhamos, não é muito prático para viajar. No entanto, o entusiasmo de visitar um destino que seduzia os dois acabou por falar mais alto e, no final, Ana Rocha e Miguel partilhavam o sentimento de que tinha valido a pena o sacrifício. Após três meses de namoro, a actriz, de 29 anos, e o empresário, de 30, decidiram assumir a sua relação. Em entrevista exclusiva à CARAS, Ana Rocha revela que o facto de ambos serem divorciados - a actriz separou-se do advogado Gustavo Vilhena-Ayres há três anos e meio - não só foi o tema de conversa quando se conheceram, como hoje em dia os ajuda a encarar o relacionamento de uma forma diferente. - Esta viagem correspondeu às suas expectativas?Ana Rocha - Surpreendeu-me. A paixão por esta viagem foi, sobretudo, o poder fotografar pessoas, a forma como vivem, como se vestem, andam, pensam e olham. Quando existe uma diferença radical de culturas, fico doida. Aqui tudo parece um cenário, onde as cores batem todas certo... Há sempre qualquer coisa para fotografar. - Há um ano e meio que não aparece em televisão, desde que entrou na novela Jura, da SIC. Porquê? Não surgiram convites ou aqueles que lhe fizeram não a convenceram?- Estive a tirar uma licenciatura, que terminei em Julho do ano passado, e que me impediu de aceitar convites. Depois, estive muito concentrada em trabalhar e movimentar-me nessa área. Até então não o tinha feito por preconceito, porque sei como o meio artístico funciona. A televisão está cheia de pessoas que também escrevem livros, cantam, pintam, e eu sempre levei a pintura muito a sério. É essa a minha habilitação e, por respeitar muito a pintura, só depois de me ter licenciado é que comecei a mostrar portofólios. Fiz a minha primeira exposição individual em Outubro, em Lisboa, estive numa feira de arte em Madrid, expus no edifício Artes em Partes, no Porto, e neste momento trabalho com a Galeria Presença, no Porto.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras