Nas Bancas

Julie Sergeant e Cassiano Carneiro casam-se após quatro anos de vida em comum

Redacção Caras
24 de junho de 2008, 00:00

Nem por um momento há como duvidar da felicidade de Julie Sergeant, tal foi o entusiasmo com que falou com a CARAS no dia a seguir ao casamento com o actor Cassiano Carneiro, com quem partilha a sua vida há quatro anos e de quem tem uma filha, Maria Rita, de três. Em ritmo acelerado e quase eufórica, mas simultaneamente com um discurso muito coerente e cheio de certezas, a actriz, que neste momento interpreta a personagem Ester na telenovela Fascínios, da TVI, explicou que fez uma cerimónia simples, pelo civil, com a sua família e os amigos mais chegados. "Não queríamos um casamento, queríamos era casar-nos, como sempre quisemos. Ao contrário de muita gente, que faz questão de organizar grandes festas, para nós o importante era a união de duas pessoas que querem estar juntas. Foi rápido, mas muito bom, e acabou por ser um momento emocionante", explica Julie. Depois de oficializada a união, apadrinhada pela mãe da noiva, a actriz Guida Maria, e pelos actores Pedro Pinto e Helena Laureano, grandes amigos de Julie, os convidados seguiram para o Jardim das Amoreiras, onde se fizeram as fotos da praxe no ambiente descontraído que caracterizou toda a festa, antes de se reunirem no restaurante Fogo no Chão, no Páteo Bagatela, para um almoço informal. Além dos amigos referidos, apenas estiveram presentes os familiares de Julie, uma vez que não foi possível a Cassiano ter cá a sua família. Uma boa razão, como se dela precisassem, para estar já programado um casamento religioso no Brasil. "Não fazia sentido estarmos a fazer uma grande festa dado que, infelizmente, a família do Cassiano não estava cá, por isso, faremos uma cerimónia católica no Brasil assim que pudermos. Será uma festa à brasileira, que sei que vai durar 'até o sol raiar'. O povo brasileiro é muito católico, espiritual, e eu gosto e acredito nessas coisas todas, portanto, é fácil prever que vai ser muito animada." A viverem juntos há quatro anos, Julie, de 38 anos, e Cassiano, de 35, conheceram-se quando a actriz fez um pequeno papel na série brasileira Sítio do Picapau Amarelo, cujo elenco fixo o actor integrava, e sempre tiveram o casamento no seu horizonte, sobretudo desde que foram pais. "Acreditamos que temos uma relação única, especial e duradoura, por isso o casamento fazia muito sentido", justifica Julie, acrescentando que a oficialização da relação facilitará a burocracia comum, já que qualquer um deles é estrangeiro no país do outro. "Sempre me senti mulher do Cassiano, mas agora sou-o de facto e a sensação é muito boa. Precisei de 34 anos para o encontrar, mas encontrei. Esta relação é maravilhosa e sinto-me uma mulher de sorte", revela Julie, feliz, confirmando que voltarem a ser pais está nos planos de ambos. Até agora, o casal viveu uma temporada no Brasil e outra cá, de acordo com as vidas profissionais de ambos, mas Julie acredita que chegará o dia em que terão de deixar de fazer esse tipo de concessões e acertar de vez o país onde irão residir. O Brasil já foi eleito. "Gostamos ambos de ser actores e qualquer um de nós quer trabalhar. No início eu vivi lá porque o Cassiano tinha contrato com a Globo e eu estava livre do ponto de vista profissional. Depois aceitei trabalho cá e foi ele quem veio comigo. Está em Portugal desde Outubro, mas não podemos prolongar isto por muito mais tempo, até porque o Cassiano tem de estar junto do filho, o Mateus, que é lá que tem a vida dele. Como eu gosto muito do Brasil e acho que é um país que pode proporcionar uma óptima infância à minha filha, está decidido que é no Brasil que iremos viver no prazo de dois ou três anos, pois será altura da Maria Rita iniciar a escola a sério. Até lá, vou aproveitar para trabalhar cá e é natural que o Cassiano e a Maria Rita façam pelo menos uma viagem a casa, para estarem com o Mateus. São nove horas de viagem, outro continente, não é fácil fazê-lo mais vezes." Quanto à lua-de-mel, teve de ficar adiada, pois Julie regressou às gravações de Fascínios dois dias depois do casamento. Um trabalho que deverá estar concluído por volta do dia 20 de Julho e depois poderão gozar algumas férias, mas a três, pois Maria Rita deverá acompanhá-los.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras