Nas Bancas

Emoções fortes marcam a partida da selecção nacional para a Suiça

Emoções fortes marcam a partida da selecção nacional para a Suiça

Emoções fortes marcam a partida da selecção nacional para a Suiça

Muitos fãs quiseram apoiar a equipa das quinas na hora da despedida

Redacção Caras
4 de junho de 2008, 00:00

O País já estava em contagem decrescente para o dia em que a Selecção Nacional de Futebol ia partir para mais um grande desafio: o Euro 2008. Foi com optimismo reforçado e com o apoio de todos os portugueses que os jogadores e toda a equipa técnica apanharam, no domingo, o avião rumo à Suíça.Neste dia de despedidas, os 23 convocados passaram a manhã no Lagoas Park Hotel, em Oeiras, onde ultimaram os preparativos para a sua partida. Miguel Veloso, Nuno Gomes e Quim foram apenas alguns dos jogadores que chegaram ao hotel acompanhados pelas namoradas e mulheres, uma vez que não teriam mais nenhuma oportunidade para estar com elas em solo português. Contudo, mal os jogadores entraram na garagem, local por onde acederam ao hotel, as companheiras partiram nos seus carros. Durante esta breve estada, a Selecção Nacional pôde ainda desfrutar de um almoço em conjunto, enquanto algumas centenas de fãs os esperavam nas imediações do empreendimento turístico Depois da última refeição em Portugal, os jogadores seguiram para o Palácio de Belém, onde foram recebidos por Aníbal Cavaco Silva e por várias crianças que ali comemoravam o Dia Mundial da Criança. O Presidente da República mostrou-se confiante no desempenho da equipa nacional no Euro 2008: "Hoje, os portugueses acalentam a forte esperança de que a Selecção portuguesa volte a dar-lhes novas alegrias. Não temos a mínima dúvida de que farão o vosso melhor para honrar o nome de Portugal. Acreditamos no vosso empenho, dedicação, engenho e vontade para conseguir o melhor para as cores nacionais. E, por isso, quero desejar-vos boa sorte." Terminados os discursos, o Presidente da República ofereceu um lanche a todos os elementos da equipa das Quinas na varanda da Sala dos Embaixadores, um momento de descontracção antes dos jogadores receberem o apoio massivo das pessoas que se foram juntando tanto à porta do Palácio de Belém como no exterior do aeroporto. Com as despedidas feitas e o orgulho nacional em alta, a Selecção voou até à Suíça, onde muitos emigrantes a aguardavam. Centenas de motards acompanharam mesmo o autocarro dos jogadores até Neuchâtel, localidade onde a equipa vai ficar instalada durante a primeira fase de jogos, em que enfrenta a Suíça, Turquia e República Checa.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras