Nas Bancas

No ano em que comemora o seu centenário, Manoel de Oliveira é homenageado em várias partes do mundo

O realizador recebeu a medalha de Ouro de Belas Artes de Espanha

Redacção Caras
19 de maio de 2008, 00:00

O cinéfilo nasceu em Dezembro de 1908, no Porto, e cedo revelou o interesse pelo mundo do Cinema. Mundo que hoje trata por tu, destino traçado, sangue que parece correr-lhe nas veias. Com vinte anos inscreveu-se com o irmão, Casimiro de Oliveira, na Escola de Actores de Cinema e participou como figurante no filme Fátima Milagrosa (1928) de Rino Lupo. A partir daí não mais parou, quer fosse a desempenhar papéis nos filmes de alguém, quer fosse a rodar as suas primeiras obras. Em Setembro de 1931 estreou a versão muda do seu primeiro filme: Douro, Faina Fluvial, que provocou grande choque à crítica e fortes aplausos vindos do estrangeiro.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras