Nas Bancas

Inês de Medeiros apresenta filme e recebe o apoio do pai e da irmã Ana

A actriz e realizadora mostrou a sua cumplicidade com o pai, o maestro António Vitorino d'Almeida, e a irmã mais nova.

Redacção Caras
14 de maio de 2008, 00:00

A antestreia do documentário de Inês de Medeiros Cartas a uma Ditadura levou ao cinema Londres, em Lisboa, familiares e amigos que quiseram felicitar a realizadora por mais um sucesso profissional. Curiosa, Inês investigou algumas cartas do tempo da ditadura que a conduziram a um movimento feminino que apoiava Salazar. O resultado desta pesquisa é um documentário com cerca de uma hora. A viver entre França e Portugal, uma vez que o marido é francês e dirige o departamento de ficção do Canal Plus, sempre que vem a Lisboa a actriz aproveita para rever as pessoas mais próximas, nomeadamente do pai, o maestro António Vitorino d'Almeida, e a irmã mais nova, Ana, como aconteceu desta vez. Mãe de um rapaz, Pedro, de dez anos, e de uma menina, Oriana, de seis, a realizadora, que é uma pessoa socialmente interventiva, tenta passar essa consciência cívica aos filhos: "A política diz respeito a todos e tento passar isso aos meus filhos. Mas eles ainda são pequenos e não fazem greve lá em casa. [risos] Têm uma relação muito forte com Portugal, mas eu também gosto do lado reivindicativo dos franceses."

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras