Nas Bancas

Adelaide de Sousa fala em adoptar uma criança

Adelaide de Sousa fala em adoptar uma criança

Adelaide de Sousa fala em adoptar uma criança

Casada há quase cinco anos, a actriz fez um balanço da sua união com Tracy Richardson

Redacção Caras
7 de maio de 2008, 00:00

É talvez um dos rostos mais versáteis da televisão. Aos 39 anos, Adelaide de Sousa é apresentadora, actriz e ainda faz trabalhos pontuais nas mais variadas áreas. Casada com Tracy Richardson há quase cinco anos, a actriz e o fotógrafo americano, de 47 anos, têm sabido ultrapassar as dificuldades de um casamento sem rotinas, sabendo aproveitar as pequenas alegrias do dia-a-dia. É com naturalidade que a apresentadora coloca a hipótese de aumentar a família, desejo que pode passar pela adopção. A CARAS falou com Adelaide sobre esta fase da sua vida, em que a felicidade pessoal e profissional parecem andar de mãos dadas. - Como é que está a ser a experiência de apresentar o Mundo das Mulheres, na SIC Mulher?- É a primeira vez que conduzo um programa diário e em directo. É algo muito diferente de tudo aquilo que já tinha feito. Lembro-me do Jet 7, que já foi há dez anos, em que também entrevistava pessoas, mas não me exigia tanto, e, na altura, também me via de uma outra maneira... É um grande desafio, porque me obriga a uma constante actualização, já que todos os dias falamos de um tema diferente. - Disse que se vê de forma diferente...- Sim, ajuda estar dez anos mais velha. [risos] E isso ajuda a não nos magoarmos muito quando alguém critica alguma coisa no nosso trabalho, bem como nos impede de ficarmos convencidos de alguma coisa que não é verdadeira quando nos elogiam. Estou mais realista e tenho um sentido de autocrítica mais apurado. - Entre a representação, a apresentação e alguns projectos de moda que ainda faz, qual é a sua prioridade?- A prioridade é estar contente comigo própria e tentar encontrar o ponto de equilíbrio. Se as coisas começam a sair fora de controlo, tenho de começar a dizer que não a lgumas coisas para me manter sã. A minha vida privada é o mais importante de tudo e ajuda muito ter pessoas à minha volta que me chamam a atenção e dizem: 'Olha que já não te vemos há dois meses.'

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras