Nas Bancas

A emoção de Ruy de Carvalho

A emoção de Ruy de Carvalho

A emoção de Ruy de Carvalho

Uma história de amor digna dos livros infantis chegou ao fim com a morte de Ruth Carvalho.

Redacção Caras
14 de fevereiro de 2008, 00:00

Uma história de amor digna dos livros infantis chegou ao fim com a morte de Ruth Carvalho. Aos 79 anos, a mulher de Ruy de Carvalho não aguentou os sucessivos problemas de saúde contra os quais lutava há oito anos e morreu na madrugada de domingo, dois dias depois de ter dado entrada no Hospital Pulido Valente, em Lisboa. Foi com a voz embargada, mas com um leve sorriso no rosto - como se estivesse a reviver os dias vividos ao lado da sua mulher - que Ruy de Carvalho se despediu da sua companheira de sempre, do seu grande amor. "Este é um dia muito difícil, pois perdi o amor da minha vida. É fácil para qualquer pessoa imaginar o que se sofre 62 anos depois de estar junto e casado com alguém. É muito doloroso, mas mais doloroso foi ver o seu sofrimento até partir", disse, acrescentando que "a melhor recordação que posso guardar da Ruth são os nossos filhos, a sua amizade, o seu apoio, o seu companheirismo. Tínhamos uma amizade profunda que é mais valiosa do que o amor. Fui sempre muito feliz, com altos e baixos como em tudo na vida, sempre acompanhado por ela nos bons e nos maus momentos".O corpo da ex-bailarina encontra-se em câmara ardente na Capela da Nossa Senhora da Glória, na Igreja de S. João de Deus, em Lisboa, de onde sairá para o Cemitério dos Olivais.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras