Nas Bancas

Decoração: Dias felizes

Tendo a planície como pano de fundo, Isabel Salema Garção projetou uma casa recuperando a traça e o conforto típicos de um monte alentejano.

CARAS Decoração
28 de agosto de 2017, 17:08

O enquadramento paisagístico não engana. Alentejo, nas imediações de Alcácer do Sal, um projeto que começou do zero, mas que foi assumidamente inspirado no saber viver das gentes alentejanas.
A ideia foi construir uma habitação de traça simples, baseada na arquitetura tradicional da região e muito virada para o ar livre: piso térreo, várias portas de acesso ao exterior, telhado de duas águas, cuidada exposição solar e diferentes espaços lá fora para melhor vivência da envolvente.
Com 250m2 de área total, a casa inclui uma sala com cerca de 82m2 com acesso direto à cozinha, lacada a branco, de linhas modernas e contemporâneas. A principal intenção foi que este espaço de convívio se tornasse o coração da casa, com todos os ambientes interligados e de fácil comunicação, no interior e exterior. Ali, tanto o alpendre como a piscina funcionam como prolongamento natural da zona social dentro de portas e são valências onde familiares e amigos podem conviver. Além da sala, existem três quartos, cujo acesso se faz através de um corredor mais resguardado.
Estabelecer um compromisso entre passado e presente terá sido a principal preocupação de Isabel Salema Garção, autora do projeto, quer ao nível da arquitetura, quer do design de interiores. Decorada sem excessos, a habitação foi pensada para estabelecer equilíbrios e, sobretudo, proporcionar conforto a quem dela usufruir.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras