Nas Bancas

Decoração: Céu azul à vista

Apartamento, no Dafundo, com cenário privilegiado e interiores (re)decorados por Lígia Casanova.

CARAS Decoração
6 de agosto de 2016, 17:00

"Os proprietários já não se identificavam com a decoração da casa e pediram-me para que recriasse um ambiente onde se sentissem bem. Deram-me carta branca para fazer como achasse melhor", conta Lígia Casanova, com ateliê próprio, responsável pela composição dos interiores deste apartamento, localizado no Dafundo, com uma área de 240m2, distribuídos por sala, três quartos, cozinha e casas de banho. "Pediram, entre outras coisas, que conseguisse integrar na sala os brinquedos do filho mais novo (com seis anos), não esquecendo os dois filhos mais velhos, mas que a solução encontrada tivesse um ar descontraído. Por isso, arranjei cestos para os brinquedos do mais novo e coloquei-os por baixo de uma consola de metal lacada que fica atrás do sofá. A pensar nos mais velhos fiz um espaço na estante que tem uma porta amovível com uma secretária para o computador, quando a secretária não está a ser utilizada corre-se a porta e fica apenas uma estante, assim como um pouf para ouvir música, ler ou jogar Playstation", continua. "No quarto principal havia a necessidade de colocar uma pequena zona de escritório e de mais arrumação com gavetas. Utilizei móveis verticais, em carvalho e madeira lacada a branco na parte superior. Assim, temos a ilusão de espaço, permitindo mais arrumação sem 'pesar' visualmente ou ter um ar frio como poderia acontecer se fosse apenas em lacado".
Algumas, embora poucas, peças já existentes acabaram por ser incluídas na nova decoração, criada à base de propostas simples e de linhas contemporâneas numa mistura de ícones do design e soluções à medida. "Na sala, aproveitou-se e forrou-se o sofá com um linho cru, da Designers Guild. Tudo o resto é novo", diz a decoradora, revelando a maior extravagância do projeto: "Ter convencido o cliente a colocar um pouf de lã na sala quando me dizia que não gostava de lã, mas agora sei que gosta de se recostar lá (risos!)". Exemplo e sinal de que os proprietários, bem como as suas crianças, estão felizes com o resultado, fiel às suas necessidades e aos gostos dos seus utilizadores e não a tendências passageiras.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras