Nas Bancas

Decoração: Ouro sobre azul

Na Lapa, em Lisboa, uma moradia de 300m2 exibe interiores confortáveis, tendo por base modernidade e equilíbrio.

CARAS Decoração
12 de maio de 2016, 18:40

"Esta moradia (tipologia T5, com quatro pisos, num total de 300m2, na Lapa, em Lisboa) é arrendada e nela vive um casal jovem com um bebé recém-nascido", revela Isabel Pires de Lima, responsável pela decoração. "A casa já se encontrava intervencionada pelo arquiteto Bernardo Alves. Coube-me conjugar a arquitetura existente com um estilo mais eclético e, por sua vez, mais cosy e confortável", continua. "Encontrei um espaço totalmente vazio, com boas áreas, luz natural, materiais modernos, como as vigas à vista e o vidro, pavimento em pinho de tábua corrida e espaços bem divididos. Uma boa base para o projeto que desenvolvi".
Segundo a decoradora, o objetivo passou por responder às necessidades, aos gostos e ao estilo de vida dos moradores. "Tornar os espaços mais quentes, confortáveis e menos modernos. As intervenções passaram maioritariamente pela pintura (sala de estar e jantar no tom cinza, suíte principal na cor bege e cozinha com tinta efeito ardósia) e pelo papel de parede (hall e quarto do bebé)", avança. "Apelidei o projeto de 'Ouro sobre Azul', pois os azuis foram os tons mais marcantes e presentes na decoração. Dentro desta paleta, trabalhei com diferentes tonalidades, do azul noite ao azul mar. Para os quartos escolhi cores mais sóbrias e tranquilas, beges, cinzas e branco. Acho importante que as zonas de dormir sejam espaços calmos, tranquilos e adaptados às necessidades de quem os habita. Sendo um casal jovem, proveniente de duas culturas diferentes (portuguesa e americana), tentei 'casar' os dois backgrounds. O gosto por peças clássicas e modernas num ambiente clean, jovem, alegre e confortável", nota Isabel Pires de Lima. "Procurei desenvolver um estilo eclético, com referências clássicas portuguesas passando pelo colonial americano até ao moderno uni­versal, e optei por linhas geométricas e estilizadas, acessórios e peças de arte de diferentes épocas e zonas do globo".
O resultado, diz-nos, está à vista. "Um espaço requintado, desafogado, com detalhes e pormenores muito peculiares, de convívio e onde apetece estar", descreve, acrescentando: "Foi tudo pensado como um conjunto, começando pelo revestimento das paredes, mobiliário, estofos e iluminação até aos tapetes e acessórios. Para quebrar a seriedade dos espaços coloquei apontamentos garridos de cor, como o amarelo na sala de estar".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras