Nas Bancas

Decoração: Espírito marroquino

Moradia reconstruída, em Estoi, com decoração de Sofia Andrez, a remeter para Marraquexe.

CARAS Decoração
4 de julho de 2015, 17:00

Em Estoi, aldeia do concelho de Faro, num meio rural habitado essencialmente por famílias ligadas desde sempre à exploração agrícola, surge uma moradia térrea típica algarvia com uma área total de 300m2, distribuídos por átrio, sala de estar e refeições, cozinha, quatro quartos e casas de banho (três delas em suíte) e arrecadação. "A casa, pertencente a agricultores abastados, datada presumivelmente de 1930, estava em muito mau estado de conservação e foi adquirida em 2003 pelo atual proprietário para uso da sua família", revela Sofia Andrez, autora do projeto de decoração dos interiores.
A reconstrução da casa, com alteração arquitetónica, numa fusão de estilos, português com marroquino, ficou a cargo do arquiteto João Miguel Palma. "A inspiração surgiu após uma viagem de férias a Marraquexe, Marrocos", conta a decoradora. "Toda a reconstrução foi feita no 'osso'. Os telhados foram substituídos, aproveitadas algumas telhas antigas existentes, feita nova estrutura em traves de madeira que suportam um ripado em madeira (casquinha) usada também na construção das portas almofadadas, pintadas com uma velatura", diz, prosseguindo: "Todo o reboco original, em mau estado de conservação, foi retirado das típicas paredes em pedra que foram mantidas e substituído por novo. Caixilharias, pedras de soleira e peitoril, canalizações, louças e torneiras, armários, bancadas – tudo foi aplicado de novo".

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras