Nas Bancas

Decoração: Galeria de arte

Com vista sobre Lisboa antiga, as obras de arte da coleção do proprietário servem de enquadramento privilegiado a um projeto assinado por Graziela Madeira.

CARAS Decoração
9 de abril de 2015, 13:58

“Para se decorar com alma é preciso ter alma e gostar do que se faz. Sentir o espaço e ter sempre a preocupação de que o projeto de uma casa é muito íntimo e emocional. São sítios para se viver, onde devemos ter em conta quem o habita, o seu estilo e filosofia de vida". As palavras de Graziela Madeira, autora deste projeto de design de interiores, resumem a essência da decoração, em que são fundamentais doses equilibradas de intuição, talento e conhecimento, para que o cliente possa considerar o espaço como seu.
Aqui, esse objetivo foi plenamente atingido. Graziela Madeira, com um percurso profissional de 25 anos, está à frente de um ateliê de decoração que oferece aos clientes projetos integrados, em colaboração com arquitetos e designers, desde o desenvolvimento de peças de mobiliário à iluminação, passando pela parceria com galerias e criadores portugueses de várias vertentes artísticas. Por isso, este foi mais um desafio, facilitado pelo facto de o dono desta casa ser um cliente já bem conhecido da decoradora e para o qual já tinha realizado outros projetos. Desta feita, o proprietário ambicionava descobrir uma espécie de refúgio na capital portuguesa, um reduto onde pudesse relaxar entre as muitas viagens de negócios que precisa frequentemente de realizar e onde tivesse oportunidade de expor a coleção de arte que tem adquirido ao longo dos anos.
A escolha recaiu no coração de Lisboa anti­ga, com vista para o Castelo de S. Jorge, a Sé, Terreiro do Paço e tudo enquadrado pelo cenário do rio Tejo, um posicionamento geográfico privilegiado e decisivo para a sua opção.
Graziela Madeira encontrou um apartamento, com cerca de 300m2, T4 convencional, com acabamentos de qualidade, enriquecido pelo charme do Chiado e banhado pela luz lisboeta. Como a casa estava praticamente pronta quando foi adquirida, houve a preocupação de não se realizarem grandes obras, embora se registem intervenções orientadas para a funcionalidade e desejos do cliente, que acres­centaram qualidade aos espaços e fa­cilitaram a criatividade do projeto de decoração. 

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras