Nas Bancas

Decoração: Resultado à vista

A maqueta 3D permite entender melhor o projeto e visualizar antecipadamente o que vai ser executado.

CARAS Decoração
19 de julho de 2014, 21:18

“A perspetiva 3D é uma mais-valia, tan­to para o designer de interiores como para o cliente", assegura Rebecca Leon. "Conseguimos ter uma ideia quase real do que estamos a desenvolver, sendo mais fácil fazer alterações ou melhoramentos antecipadamente, e transmitir ao cliente uma ideia concreta do que se pretende executar, não só em termos de decoração como também ao nível de acabamentos, revestimentos, pinturas, texturas, entre outros. Desta forma, o cliente, neste caso a empresa Prime Lisbon Premium Apartments, que se dedica à aquisição e investimento na reabilitação de edifícios em zonas históricas de Lisboa, visualiza o projeto praticamente finalizado".
O que antecede a maqueta 3D? "Começamos por fazer um estudo geral da decoração no ateliê, implantação do mobiliário em planta, layout pormenorizado de todo o design de interiores, distribuição de espaços, esquema elétrico, desenhos de pormenores em Autocad de todas as divisões e escolha de acabamentos, revestimentos e pinturas. Depois vem a paleta de cores, a escolha do mobiliário, tecidos e texturas", avança a profissional. Por fim, parte-se para a fase seguinte: explicar ao designers de 3D o que se pretende. A apresentação de um projeto em 3D exige tempo e conhecimentos técnicos e específicos, além de softwares e equipamentos adequados. Esta etapa tem a assinatura da Neutro3dstudio. "Apresentei-lhes o projeto e eles executaram as imagens sob a minha orientação. Foi um trabalho de equipa, praticamente diário, até conseguirmos o resultado pretendido. Exigiu muitas horas de dedicação, pois é um trabalho bastante complexo do início ao fim", garante. "Levámos cerca de duas semanas devido ao grau de detalhe e pormenores de decoração apresentados em cada imagem".

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras