Nas Bancas

Decoração: Sobre cadeira de rodas

Uma boa forma de obter mais continuidade espacial entre divisões.

CARAS Decoração
27 de abril de 2016, 17:06

Este projeto de reabilitação, a cargo do ateliê Best of Living (www.bestofliving.pt) surge da necessidade de adaptar a casa a um dos elementos da família, composta por um casal e dois filhos, que passou a ter a sua mobilidade condicionada. A acrescer à questão da mobilidade em cadeira de rodas, trata-se de uma casa "onde há uma enorme vivência e na qual decorrem grandes encontros familiares", refere Cátia Alves, que trabalhou nesta remodelação com o arquiteto Jaymar Read Delgado, salientando a necessidade de criação de espaços amplos e facilitadores de circulação. "Tivemos de garantir que uma pessoa com mobilidade condicionada se conseguisse movimentar sem provocar nenhum tipo de acidente ou deparar-se com entraves (portas e corredores estreitos, bancadas de cozinha e casas de banho inacessíveis, entre outros aspetos)".
Antes desta intervenção, o espaço era excessivamente compartimentado e madeiras do chão, armários e portas eram demasiado escuras, contribuindo para o 'fechamento' dos interiores à luz. "Era uma casa antiga, sem isolamento térmico ou acústico, onde não se sentia conforto", resume Cátia Alves.
Na sala de estar abriu-se um vão através do qual se pode ver a cozinha. Uma solução que não só providencia a passagem de luz natural, como facilita o acompanhamento dos movimentos de quem está em cada uma das divisões. Quando os painéis em vidro se abrem, o balcão da cozinha pode servir de apoio à sala. A mesma estratégia foi adotada na zona de jantar, onde foram abertos rasgos na parede que dá para o quarto da filha do casal. Todo o mobiliário foi desenhado de raiz ou reciclado pela Best of Living.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras