Nas Bancas

Decoração: Mesas festivas

Recentemente, o Hotel Estoril Palácio acolheu um conjunto de designers do mundo dos interiores que tiveram por desafio assinar uma mesa exclusiva. Nesta edição, destacamos quatro dessas inspirações.

CARAS Decoração
22 de dezembro de 2014, 19:23

Dino Gonçalves: “Família Feliz”
Dezoito quilos de verde, 1.500 flores brancas, num ambiente pleno de perfumes. Dino Gonçalves retém desde a infância a memória das casas americanas que vinham nas revistas estrangeiras que lhe passavam pelas mãos. No alpendre, as famílias e amigos reuniam-se em soalheiras tardes de domingo, por isso, Dino inspirou-se no azul, "a minha cor favorita", e nos brancos queimados do sol "que casam nesta mesa com todos os verdes". E de forma muito simpática, ainda assinalou o aniversário da Caras Decoração com um bolo comemorativo (a cargo da cake designer Sílvia Ferreira da Festa do Bolo) e uma mesa cheia de rosas. Obrigado. 
Branco sobre branco: “Adivinha quem vem jantar”
A obra cinematográfica de 1967 dirigida por Stanley Kramer que aborda as questões raciais serviu de ponto de partida para a dupla da Branco Sobre Branco, Paula Laranjo e Vera Moreira, 'construir' a sua mesa. "O filme foi um marco sobre a intolerância e preconceitos sociais, infelizmente, um tema ainda atual. Quisemos transportar esta ideia para o nosso espaço, daí as fotos de tantas e tão diferentes personalidades, que estão aqui connosco nos close-up, também com o objetivo de trazerem algum humor à mesa". O conjunto acentua a filosofia depurada da atmosfera, imagem de marca do ateliê, trabalhada com base nos tons nude, claros, jogos de luz e muito requinte.
Casa do Passadiço: ‘Al Fresco’
A paisagem é portuguesa, nortenha, sem dúvida. A inspiração nasce a partir das imagens de uma típica quinta do norte, rodeada de verdes, de vinha, de um antigo solar como cenário de fundo, de pedra por todo o lado. Aqui, a Casa do Passadiço (Catarina Rosas, Cláudia Soares Pereira e Catarina Soares Pereira) também a quis presente renovando a tradição através de uma fonte em granito. Mas a contemporaneidade não foi esquecida, surge, por exemplo, no jardim suspenso de avencas, na conjugação de verdes e azuis da toalha, em seda, a contrastar com a intemporalidade e elegância das porcelanas Raynaud, dos cristais St. Louis e Lalique. No fundo, uma atmosfera bucólica, mas com um toque cosmopolita, tão ao gosto da equipa da Casa do Passadiço.
Miguel da Cunha: Terra e Mar
Um espaço requintado e elegante não implica necessariamente ausência de cor como muito bem Miguel da Cunha veio sublinhar na mesa que 'vestiu' para o evento do Hotel Estoril Palácio. Terra e mar foram os dois elementos que nortearam toda a composição, sem esquecer o toque tropical e a influência oriental, na escolha de algumas peças marcantes. Os corais presentes nas argolas de guardanapos, por exemplo, remetem-nos para a água e o padrão malaquite de alguns pratos é evidente inspiração terra. Acentuam-se contrastes de cor e materiais, pratas (Leitão & Irmão), cristais (com monograma, uma parceria CCSimões, Pollux) e porcelanas, tudo enquadrado numa envolvente de forte impacto visual, para a qual contribuem os papéis de parede (Ralph Lauren), as superfícies espelhadas ou o verde das plantas e orquídeas suspensas.  

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras