Nas Bancas

Decoração: Objeto de rutura

Cristina Santos e Silva criou um copo de vinho do Porto para a Topázio, que se diferencia pela inovação das linhas.

CARAS Decoração
20 de dezembro de 2013, 16:00

Quando Cristina Santos e Silva foi convidada pela Topázio para desenhar uma nova linha da marca, a arquiteta não hesitou. Mesmo que, pela primeira vez, desconhecesse o cliente final. No entanto, quando lhe propuseram o protótipo de um copo de vinho do Porto, o cenário mudou de figura. "Assustei-me um bocadinho porque iria entrar num mundo novo e poderia ser alvo de críticas". Arriscou. Até porque tinha como principal desafio trazer um pouco de "sangue novo" para a empresa e quebrar com a produção de peças em prata, de design clássico e rebuscado. "Pensei em algo que não fosse consensual, que desafiasse as leis da física e, acima de tudo, pusesse as pessoas a falar", explica Cristina, assumindo que a peça pode provocar "muita paixão e vários ódios". Foi intencional. O copo, em cristal e prata, destaca-se pela grandiosidade das linhas modernas impressas no pé, deixando a todos os utilizadores a possibilidade de apreciarem o aroma, a cor e a textura do próprio vinho. "Criei um objeto de rutura", sublinha. À linha Artic junta-se ainda um decanter e um tabuleiro, peças com a assinatura da arquiteta e que em breve estarão prontas a ser comercializadas pela Topázio.  

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras