Nas Bancas

Exposição antológica de Joana Vasconcelos

Sem Rede é o título da primeira exposição antológica de Joana Vasconcelos, composta por 40 obras, que estará patente de 1 de Março a 18 de Maio, no Museu Colecção Berardo, em Lisboa.

Patrícia Rocha
25 de fevereiro de 2010, 16:47

Comissariada por Miguel Amado e produzida pelo Museu Colecção Verardo, a exposição Sem Rede reúne um número significativo de obras da artista plástica Joana Vasconcelos, produzidas ao longos dos últimos 15 anos, compreendendo as principais obras de grande escala realizadas na última década, assim como diversas obras da década de 1990, muitas delas inéditas desde a sua apresentação original.

A exposição antológica de Joana Vasconcelos contempla obras icónicas, como A Noiva (2001-05), o núcleo Coração Independente (2004-2006), Donzela (2007) e Marylin (2009). Mas não só. É possível ver obras redesenhadas em função do espaço expositivo, como Contaminação (2008-2010), na imagem, e Jardim do Éden (2010), trabalhos marcantes de início de carreira, como Flores do Meu Desejo (1996) ou o duo Sofá Aspirina (1997) e Cama Valium (1998, e obras importantes, mas pouco conhecidas em Portugal, como Ponto de Encontro (2000), O Mundo a Seus Pés (2001) e Burka (2002).

Sem Rede é, sem dúvida, imperdível. Oportunidade para conhecer ou redescobrir o universo e a genialidade da artista plástica portuguesa mais importante e influente da sua geração.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras