Nas Bancas

Barack Obama deixa Joe Biden em lágrimas

Ao surpreendê-lo com condecoração.

CARAS
13 de janeiro de 2017, 15:09

O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, emocionou-se quando Barack Obama lhe atribuiu a Medalha da Liberdade, a mais alta distinção civil nos Estados Unidos. Na cerimónia que teve lugar esta quinta-feira à noite, na Casa Branca, o ainda presidente elogiou o homem que foi o seu número dois no governo durante os dois mandatos, num total de oito anos, pela "fé nos conterrâneos americanos, o amor ao país e uma vida dedicada ao seu serviço". Por sua vez, Biden agradeceu pela oportunidade de fazer "parte da viagem de um homem notável que fez coisas notáveis". "Não suspeitava minimamente [que ia receber a medalha]. Pensei que estávamos a vir ter com a Michelle para ela, a Jill [a sua mulher], o Barack, eu e mais uns quantos altos funcionários [da Casa Branca] brindarmos uns aos outros e a esta incrível viagem. Sr. Presidente, acertou na parte sobre eu me apoiar na Jill, mas também me apoiei em si e em muitas pessoas nesta sala. Estou endividado pela sua amizade. Estou endividado para com a sua família", adiantou ainda.
Esta condecoração apenas tinha sido atribuída a três outras pessoas até hoje: o Papa João Paulo II, ao antigo presidente Ronald Reagan e ao antigo secretário de Estado da administração Bush, Colin Powell.
A cerimónia de tomada de posse de Donald Trump está marcada para o dia 20 de janeiro e nos últimos dias, Obama tem emocionado o país e o mundo com as suas mensagens de agradecimento, nomeadamente à mulher, Michelle Obama, e às filhas, Malia, de 18 anos, e Sasha, de 15.
Clique para ver o vídeo em que Obama elogia Michelle
Clique para o ver o vídeo em que Obama elogia Malia e Sasha

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.