Nas Bancas

Simone de Oliveira: "Disse-me sempre que não tinha medo de morrer"

Muito emocionada, Simone de Oliveira descreve o amigo de quase 60 anos como "uma pessoa de um coração enorme, incapaz de tratar mal um colega". A cantora confidenciou ainda que Nicolau Breyner sempre lhe disse "não tinha medo de morrer".

SIC Notícias
14 de março de 2016, 20:11

Nicolau Breyner morreu hoje em sua casa, em Lisboa, aos 75 anos.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.