Nas Bancas

Nos bastidores de uma produção com Maísa Champalimaud

A neta do empresário António Champalimaud foi muito próxima dos avós, em especial da avó, Maria Cristina de Mello, que diz ter sido quem mais a apoiou na altura em que decidiu seguir o sonho de se dedicar à pintura.

30 de outubro de 2014, 11:41

Porque vive tudo com muita intensidade, a pintora Maísa Champalimaud confessa que faz um esforço por terminar cada obra no mesmo dia, pois receia que o seu humor e inspiração não lhe permitam manter o caminho no dia seguinte.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.