Nas Bancas

Presidente da República agradece a Miguel Veiga "a sua coragem de ser livre sempre"

O advogado portuense morreu esta segunda-feira, dia 14, aos 80 anos.

Lusa
15 de novembro de 2016, 10:03

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, lamentou a morte do histórico social-democrata Miguel Veiga, lembrando-o como um lutador pela democracia e agradecendo-lhe "a sua coragem de ser livre sempre, em todos os momentos".
Marcelo Rebelo de Sousa fez esta declaração aos jornalistas no Palácio de Belém, em Lisboa, onde ontem estava a receber as confederações patronais e sindicais, vestindo uma gravata preta, em sinal de luto. "Foi com grande tristeza que soube da partida de Miguel Veiga. Miguel Veiga foi um herdeiro de uma linhagem de luta e de resistência pela democracia e contra a ditadura. Ele próprio foi um expoente dessa luta, e depois foi constituinte - estivemos juntos na votação da Constituição", afirmou o chefe de Estado, também antigo deputado constituinte e social-democrata.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras