Nas Bancas

Francisco Pinto Balsemão lembra o amigo Miguel Veiga

recorda atração permanente pela política, mas sem ambição de poder

Lusa
15 de novembro de 2016, 11:18

O fundador do PSD e antigo primeiro-ministro, Francisco Pinto Balsemão, lamentou a morte do amigo e "grande companheiro de longas décadas" Miguel Veiga, "independente e corajoso", com "uma atração permanente pela política", mas sem ambição de poder.
O advogado e fundador do PSD Miguel Veiga morreu esta segunda-feira, dia 14, no Porto, vítima de doença.
"Na sua vida política, nunca com ambição de poder, de ser ministro, por exemplo, conseguiu ser independente e corajoso, mesmo quando sabia ser muito mais cómodo alinhar com a maioria. Por isso, apoiou publicamente Mário Soares, quando o PSD apoiou Freitas do Amaral", destaca Francisco Pinto Balsemão numa nota enviada às redações intitulada "Morreu o meu amigo Miguel".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras