Nas Bancas

0.jpg

Getty Images

Brasil: Primeiro dia do julgamento de Dilma marcado por troca de acusações políticas

E pela dispensa de uma das duas testemunhas da acusação, por falta de imparcialidade.

Lusa
26 de agosto de 2016, 11:57

O primeiro dia do julgamento da Presidente com mandato suspenso, Dilma Rousseff, no Senado brasileiro, em Brasília, ficou marcado por troca de acusações políticas e pela dispensa de uma das duas testemunhas da acusação, por falta de imparcialidade.
Dilma Rousseff é acusada de editar, em 2015, créditos suplementares e de usar dinheiro de bancos federais em programas do Tesouro, as chamadas "pedaladas fiscais".
A sessão, que começou na quinta-feira e durou perto de 13 horas, teve início às 09h32 horas (13h32 de Lisboa), com meia hora de atraso, com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, que comanda os trabalhos, a lembrar aos senadores que devem pôr de lado "opções ideológicas".

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras