Nas Bancas

Nicolau Breyner: Um homem de paixões

Bem sucedido junto das mulheres, o ator apaixonou-se várias vezes, mas só foi pai depois dos 50 anos.

CARAS
9 de abril de 2016, 16:03

Nicolau Breyner dizia que, até aos seus 16 anos, a timidez o tinha impedido de conquistar namoradas, mas a verdade é que, ao longo dos seus 75 anos de vida, apaixonou-se inúmeras vezes e sempre por mulheres mais jovens. A exceção foi a primeira mulher, Mafalda de Alpoim Vieira Barbosa, um ano mais velha, com quem o ator se casou em dezembro de 1947. O segundo casamento aconteceu em 1996, com a também atriz Sofia Sá da Bandeira, após um ano de namoro. Essa união acabaria por culminar também em divórcio, em 2001. Cinco anos depois, em junho de 2006, oficializa a sua relação com Mafalda Bessa, filha de um amigo seu, que conheceu quando esta tinha apenas 12 anos, e com quem acabaria por manter uma relação de nove anos, que terminou em junho do ano passado. “Tive vários casamentos e consequentes divórcios. Sempre quis ter uma relação estável e boa. Não aconteceu por vários motivos, normalmente por minha causa”, disse o ator numa entrevista a Anabela Mota Ribeiro, há cerca de cinco anos, a quem assegurou que ter sido pai pela primeira vez depois dos 50 anos [fruto da sua relação com Cláudia Ramos, filha do encenador Artur Ramos] não foi uma opção: “Nunca fiz nada para ter ou não ter filhos. Não foi planeado. Um dia apareceram e foram muito bem-vindas.” Em entrevista à CARAS, já depois de ter superado um cancro da próstata, Nicolau garantia ter passado a lidar com a ideia da morte com alguma tranquilidade. “Quando acontecer, acontece. Gostaria que acontecesse sem dor, sem sofrimento, mas de resto acho que é uma coisa perfeitamente natural. Vivi muito, fiz algumas coisas de que me posso orgulhar... outras nem tanto... outras nada... Tenho duas filhas e três enteados... Acho que a minha missão está cumprida”, assegurava.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras