Nas Bancas

0.jpg

D.R.

Prémio Nobel da Química distingue três investigadores da reparação de ADN

Thomas Lindalh, Paul Modrich e Aziz Sancar são os premiados deste ano.

Lusa
7 de outubro de 2015, 11:28

A Real Academia Sueca das Ciências distinguiu hoje com o Prémio Nobel da Química os investigadores Thomas Lindalh, Paul Modrich e Aziz Sancar pelos estudos de mecanismos que permitem a reparação de ADN.
Lindalh, sueco de 77 anos, está ligado do Instituto Francis Crick e ao Laboratório Clare Hall, ambos no Reino Unido, Modrich, norte-americano de 69 anos, à Escola de Medicina da Universidade de Duke (EUA), e Sancar, turco, também de 69 anos, da Universidade da Carolina do Norte (EUA).
O prémio será entregue no dia 10 de dezembro, em Estocolmo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras