Nas Bancas

Suspeitos do atentado ao Charlie Hebdo cercados pela polícia

A polícia francesa terá cercado os dois suspeitos, que já terão feito reféns, e se encontram barricados numa empresa em Dammartin-en-Goele, nos arredores de Paris.

Lusa
9 de janeiro de 2015, 10:46

O ministro do interior francês Bernard Cazeneuve confirmou estar em curso uma operação em Dammartin-en-Goele, noroeste de Paris, para deter os dois suspeitos do atentado ao jornal satírico Charlie Hebdo. "Atualmente decorre uma operação em Dammartin-en-Goele para a qual se mobilizaram todos os meios para o terreno de forma a neutralizar os autores do atentado perpetrado há dois dias " anunciou numa declaração à imprensa o ministro do Interior francês.

A unidade especial de intervenção da Guarda (GIGN) encontra-se no local e será responsável pela operação nos próximos minutos acrescentou o ministro.
A operação acontece dois dias depois do atentado ao jornal satírico Charlie Hebdo, no qual morreram 12 pessoas.
De acordo com a polícia, os suspeitos perseguidos fizeram reféns e foram disparados tiros. Encontram-se barricados no interior de uma empresa.



Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras