Nas Bancas

Cinco reféns e dois mortos em novo ataque em Paris

A polícia francesa já confirmou que o sequestrador é o mesmo que ontem matou uma mulher-polícia e que terá ligação aos dois irmãos que atacaram a redação do Charlie Hebdo. O suspeito encontra-se barricado numa loja de produtos judaicos no bairro de Porte de Vincennes, na zona leste de Paris.

CARAS
9 de janeiro de 2015, 16:02

Enquanto os dois homens que atacaram a redação do Charlie Hebdo, causando a morte de 12 pessoas, se encontram barricados numa fábrica em Dammartin-en-Goele, um outro ataque acontece em Paris, desta vez no bairro de Porte de Vincennes, na zona leste da capital francesa. Segundo a polícia, o homem que ontem matou uma mulher-polícia em Montrouge é o mesmo que se encontra barricado num supermercado judaico. Pelo menos cinco pessoas estão retidas na loja Hyper Cacher e há notícias de que há mulheres e crianças entre os reféns. 

O homem estará armado com duas metralhadoras  e já foi identificado pela polícia como Amedy Coulibaly, de 32 anos, que poderá estar acompanhado da mulher, Hayat Boumeddiene, de 26 anos.
De acordo com o jornal Le Monde, Amedy tem fortes ligações com os dois irmãos que atacaram o Charlie Hebdo.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras