Nas Bancas

aviao.jpg

DR

Avião com portugueses a bordo cai na Namíbia

Autoridades da Namíbia dizem que o avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM) ficou reduzido a "cinzas". Não há sobreviventes. Seis passageiros eram portugueses.

Expresso
30 de novembro de 2013, 11:13

O avião das Linhas Aéreas de Moçambique (LAM), desaparecido desde sexta-feira, despenhou-se e matou as 34 pessoas a bordo, segundo as autoridades da Namíbia.
As buscas pelos destroços do aparelho decorreram no parque nacional de Bwabwata, tendo-se encontrado um aparelho reduzido a cinzas.
"O avião ficou completamente queimado e não há sobreviventes", declarou o vice-comissário da polícia da Namíbia, Willy Bampton, citado pela Reuters.
Fonte da polícia da Namíbia já tinha dito à AFP que foi visto fumo numa zona junto da fronteira com o Botsuana, que ajudou a localizar os destroços. Além disso, os habitantes locais garantem ter ouvido explosões.
Também o secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Cesário, já confirmou a notícia. "Foi encontrado o avião sinistrado no Parque Nacional de Bwabwata no norte na Namíbia", disse José Cesário à agência Lusa.
Entre os passageiros do voo TM 470 encontravam-se cinco portugueses, 10 moçambicanos, nove angolanos, um francês, um brasileiro e um chinês.
Segundo o secretário de Estado das Comunidades, o número de vítimas portuguesas poderá ser superior, uma vez que alguns passageiros poderiam ter dupla nacionalidade.
O avião da LAM partiu do Aeroporto Internacional de Maputo às 11h26 de sexta-feira e devia ter aterrado em Luanda às 14h10 (13h10 em Lisboa).
Leia a notícia no site do Expresso.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras