Nas Bancas

Cavaco Silva

Cavaco Silva

Getty Images

Cavaco Silva lamenta profundamente mortos e feridos na Maratona de Boston

As autoridades já confirmaram pelo menos três mortos e 100 feridos.

Lusa
16 de abril de 2013, 11:38

O presidente da República lamentou profundamente na segunda-feira as explosões registadas na maratona de Boston, que causaram pelo menos dois mortos e cerca de uma centena de feridos.
"É uma notícia que nos chega muito incompleta ainda. Durante a maratona terão explodido várias bombas, existem pelo menos dois mortos, lamento profundamente que tenha acontecido", afirmou o chefe de Estado português em declarações aos jornalistas num hotel em Bogotá, poucas horas depois de ter aterrado na Colômbia, país que visita oficialmente até quinta-feira.
Questionado se terá sido ou não um ato terrorista, Cavaco Silva sublinhou existirem ainda "muitas dúvidas" sobre o que de facto aconteceu.
Governo português manifesta "profundo pesar" pelas vítimas
O Governo português manifestou hoje o "seu profundo pesar" pelas vítimas das explosões na segunda-feira na final da Maratona de Boston, nos Estado Unidos, que causaram já três mortos e mais de 100 feridos.
"O Governo Português expressa a sua consternação com as explosões ocorridas em Boston, durante a realização da maratona", indicou o Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), num e-mail enviado hoje à agência Lusa pelo seu porta-voz.
Na nota, o MNE adianta que o "Governo português manifesta o seu profundo pesar às vítimas e às suas famílias nesta hora de inesperado sofrimento".
Austrália expressou condolências pelas mortes
A primeira-ministra australiana, Julia Gillard, expressou hoje as suas condolências pelas mortes causadas pelas duas explosões ocorridas na segunda-feira durante a Maratona de Boston.
"As nossas condolências às famílias dos que morreram. Os nossos pensamentos estão com aqueles que ficaram feridos", disse Gillard citada em comunicado.
A primeira-ministra australiana também salientou, citada pela agência AAP, que estas explosões "colocaram uma grande sombra sobre um dos maiores eventos desportivos do mundo".
Presidente francês manifestou "total solidariedade" aos EUA

O presidente francês, François Hollande, manifestou hoje a "total solidariedade de França às autoridades e ao povo norte-americanos" na sequência das explosões ocorridas durante a Maratona de Boston.
Em comunicado, o chefe de Estado francês expressou a sua "viva emoção depois das explosões que afetaram a cidade de Boston" e que causaram, pelo menos, três mortos e mais de 100 feridos.
"Nestas circunstâncias trágicas, o chefe de Estado apresenta as suas condolências às famílias das vítimas e exprime a total solidariedade de França às autoridades e ao povo norte-americanos", conclui a nota oficial.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras