Nas Bancas

0.jpg

DR

Manuel Abrantes e Jorge Ritto não ficaram detidos devido a "questões administrativas"

Os dois arguidos no processo Casa Pia entregaram-se esta manhã às autoridades.

Lusa
4 de abril de 2013, 14:35

O ex-embaixador Jorge Ritto e o antigo provedor-adjunto da Casa Pia Manuel Abrantes entraram no Estabelecimento Prisional da Carregueira (Sintra) cerca das 11h00 de hoje, disse à agência Lusa fonte daquela cadeia.
O primeiro a chegar à porta das instalações daquele estabelecimento prisional no concelho de Sintra foi o antigo embaixador Jorge Ritto, mas Manuel Abrantes acabou por entrar primeiro nas instalações da Carregueira, para cumprir o que resta da pena a que foi condenado por abuso de menores.
Em declarações à agência Lusa, Manuel Abrantes disse que chegou à Carregueira cerca das 10h25, acompanhado pela mulher e por um dos seus advogados, Marta Saramago, para cumprir o restante dos cinco anos e nove meses de prisão a que foi condenado.
Contudo, os dois não ficaram detidos por questões administativas, adianta a SIC.
Casa Pia: Manuel Abrantes e Jorge Ritto autorizados a sair da prisão para almoçar
Manuel Abrantes e Jorge Ritto, condenados no processo Casa Pia, saíram hoje, às 12h20, da prisão da Carregueira, onde haviam entrado cerca das 11h00, porque estão por resolver "questões administrativas" relacionadas com o cumprimento das penas de prisão.
Manuel Abrantes, ex-provedor adjunto da Casa Pia, e o diplomata Jorge Ritto, que se entregaram voluntariamente na manhã de hoje na cadeia Carregueira, em Belas (Sintra), receberam autorização para irem almoçar fora enquanto se estão a resolver as questões administrativas.
Fonte judicial disse à Agência Lusa, cerca das 11h00, que a 8/a Vara Criminal de Lisboa não tinha conhecimento formal de que Manuel Abrantes e Jorge Ritto já tivessem dado entrada na prisão da Carregueira, apesar de despacho a declarar o trânsito em julgado da sentença.

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras