Nas Bancas

Mo Yan

Mo Yan

Getty Images

Prémio Nobel da Literatura atribuído ao autor chinês Mo Yan

A cerimónia de entrega terá lugar a 10 de dezembro, em Estocolmo.

Lusa
11 de outubro de 2012, 12:43

O Prémio Nobel da Literatura 2012 foi atribuído ao escritor chinês Mo Yan, anunciou hoje a Academia Sueca, em Estocolmo.
O prémio literário, considerado o mais prestigiado das letras, tem um valor monetário de 926 mil euros.
Mo Yan, um autor enraizado na China rural que admira Faulkner e Garcia Marquez
Os romances de Mo Yan, o escritor chinês galardoado hoje com o Prémio Nobel da Literatura, estão enraizados na China rural, onde nasceu, mas revelam também influências do "realismo mágico" e outras correntes ocidentais, dizem críticos e tradutores.
William Faulkner, Gabriel Garcia Marquez, Oe Kenzaburo e Rabelais são os autores preferidos de Mo Yan, disse o professor norte-americano Howard Goldblatt, um dos mais conhecidos tradutores de literatura chinesa, entre os quais três títulos do autor distinguido agora pela Academia Sueca.
Em Portugal foi publicado em 2007 o livro "Peito grande, ancas largas", traduzido por João Martins e editado pela Ulisseia.

Palavras-chave

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras