Nas Bancas

Carlos Cruz

Carlos Cruz

António Bernardo

Casa Pia: Tribunal da Relação manda repetir parte do julgamento

A pena de Carlos Cruz foi reduzida de sete para seis anos.

LUSA
23 de fevereiro de 2012, 15:27

O Tribunal da Relação de Lisboa decidiu hoje mandar repetir parte do julgamento do processo Casa Pia relativamente aos alegados crimes cometidos na casa de Elvas.
Relação de Lisboa reduz pena de Carlos Cruz para seis anos de prisão
Tribunal da Relação de Lisboa reduziu hoje de sete para seis anos a pena de prisão de Carlos Cruz, arguido no processo Casa Pia, condenado por dois crimes de abuso sexual de criança.
Relação de Lisboa reduz pena de Carlos Silvino de 18 para 15 anos de prisão
O Tribunal da Relação de Lisboa reduziu hoje de 18 para 15 anos a pena de prisão de Carlos Silvino, arguido no processo Casa Pia, condenado por crimes de abuso sexual.
Relação manteve cinco das seis condenações
O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) manteve hoje cinco das seis condenações dos arguidos do processo Casa Pia, tendo mandado repetir parte do julgamento no que se refere aos crimes alegadamente cometidos na casa de Elvas.
Segundo o presidente do TRL, Vaz das Neves, que leu esta tarde um resumo do acórdão dos recursos, a decisão do coletivo de juízes desembargadores foi tomada por unanimidade.
Os juízes do tribunal de segunda instância determinaram uma condenação para Carlos Cruz a seis anos de cadeia, reduzindo um ano ao que tinha sido aplicado pelas varas criminais de Lisboa.
Advogado das vítimas "completamente satisfeito" com decisão da Relação
O advogado que representa as vítimas do processo de pedofilia da Casa Pia de Lisboa disse estar “completamente satisfeito” com a decisão de hoje do Tribunal da Relação, que confirma cinco das seis condenações dos arguidos.
“Na globalidade, a decisão está de acordo com tudo o que nós vínhamos pugnando”, disse Miguel Matias, por telefone, à agência Lusa, acrescentando: “Estou completamente satisfeito”.


Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras