Nas Bancas

11.png

2017.07.17

Júlia Belard revela que, um dia depois do parto, tinha recuperado o peso

Bom, no dia a seguir ao parto o meu peso era exatamente o mesmo que antes de engravidar

Júlia Belard usou o Instagram para falar de todo o processo que se seguiu ao parto, que teve lugar dia 27 de junho. Júlia Belard foi mãe no dia 27 de junho de Matias, fruto do relacionamento com Francisco Sérvulo Correia.

"Nos primeiros sete meses de gravidez não me preocupei minimamente com as possíveis mudanças do corpo. Estamos a viver um momento tão especial que não há espaço para isso. No fim do sexto mês tinha engordado 2kg o que me deixou relativamente preocupada e, por isso, comecei a comer muito mais. Ainda assim, e mostrando como a maioria das coisas que se dizem absolutas sobre gravidez e pós-parto não passam de ideias pré-concebidas que nem sempre correspondem à realidade, o meu bebé estava no percentil 75, a crescer lindamente. Isto mostra que muito embora os estudos apontem para cerca de 9kg a 12kg ganhos durante uma gravidez saudável numa mulher com IMC (índice de massa corporal) normal, cada caso é um caso e nem tudo é linear. Ou seja, não é por ter engordado menos que o meu bebé não estava óptimo.
Já perto dos 9 meses tinha ganho 6kg e comecei a assustar-me com as possibilidades. Vi e ouvi muitos depoimentos tristes de como o corpo muda e nunca mais volta ao lugar. Ao mesmo tempo parece haver uma pressão cada vez maior da sociedade para estarmos sempre em forma e no nosso melhor.
Bom, no dia a seguir ao parto o meu peso era exatamente o mesmo que antes de engravidar e uma semana depois estava ainda mais magra. Claro que há uma série de factores que condicionam esta evolução, como a idade, genética, antecedentes, tipo de parto, amamentação, por aí fora. O corpo não volta exatamente à forma original de um dia para o outro, eu própria tenho flacidez e outras imperfeições mas o que posso dizer e o que gostava de ter ouvido é que com uma gravidez, um parto e um pós-parto perfeitamente comuns e normais como os que tive também se espera uma recuperação normal.
Acredito que a parte mais difícil chega agora, com a fome que a amamentação traz e a falta de tempo que temos para nós, conseguir manter a forma não será tarefa fácil. No entanto, tenho a certeza que com muito trabalho e vontade tudo é possível"

CARAS

Comentários

ATENÇÃO: ESTE É UM ESPAÇO PÚBLICO E MODERADO. Não forneça os seus dados pessoais (como telefone ou morada) nem utilize linguagem imprópria.

Nas Bancas

Newsletters

Receba grátis no seu email as notícias, as últimas caras!

Caras Nas Redes

Mais na Caras